The True Cost: Quanto custa uma roupa, realmente? | How much does clothing really cost?

Assista ao trailer de The True Cost (com legendas em português) e ajude no Kickstarter, se puder.

No ano passado, o colapso de uma fábrica de roupas em Bangladesh foi manchete nos principais meios de comunicação ao redor do mundo. Imagens chocantes da tragédia mostravam os trabalhadores sobreviventes sendo socorridos às pressas, enquanto corpos eram retirados e muitas fotos de desaparecidos estampavam murais improvisados. Aquele episódio levou muitos consumidores a questionar como as roupas que vestimos estão realmente sendo produzidas. É só olhar em alguma etiqueta, afinal, quem nunca se deparou com um “Made in Bangladesh” ou outros países subdesenvolvidos? O cineasta americano Andrew Morgan é uma dessas pessoas. Para ele o impacto foi tão grande que acabou originando a ideia central para um documentário chamado The True Cost (que em tradução livre seria algo como ‘O Custo Real’).

Morgan já rodou um trailer com alguns especialistas e nomes importantes na indústria da moda internacional e o filme está agora em fase de pré-produção. Ele e sua equipe estão utilizando a plataforma de financiamento coletivo Kickstarter para captar investimentos para o projeto, que será rodado em Bangladesh, Índia, Peru, China, Camboja, República Dominicana e Quênia. Mostrará como e em que condições as fábricas da chamada Fast Fashion – produção rápida e contínua de roupas – está sendo feita.

Como o título sugere, o filme pretende revelar o “custo real” das roupas, que inclui muitas vezes sofrimento humano de quem trabalha em péssimas condições, além dos incalculáveis danos ambientais – dois fatores que, obviamente, não são refletidos no preço final de cada peça de vestuário, que vem se tornando descartável para o consumidor, favorecido pelos preços baixos e estímulo para o consumo desenfreado.

Na página do True Cost no Kickstarter o diretor explica que visa levantar o dinheiro necessário para a produção do filme e explica suas motivações: “Enquanto o preço das roupas de grandes marcas de fast fashion tem diminuído ao longo das últimas décadas, os direitos humanos e os custos ambientais têm crescido dramaticamente. É o objetivo deste filme tornar esses custos vividamente claros para o espectador. Vamos explorar como chegamos até esse momento. E além de mostrar o dano que está sendo causado a muitas pessoas, queremos passar a esperança que está na possibilidade de escolher um futuro diferente”.

O filme contará com entrevistas com líderes e especialistas da indústria e a visão de cada um sobre o complexo dilema que enfrenta hoje, e ainda sobre o papel do consumidor em tudo o que vem acontecendo. Além dos profissionais, o público vai poder ver o lado mais humano e real do problema, já que o plano de Andrew é levar suas câmeras para essas diferentes partes do mundo para capturar as vidas das pessoas afetadas pelo problema todos os dias. O diretor ressalta que uma parte importante é o esforço que conduzirá para destacar soluções reais: “o caminho que estamos seguindo não é sustentável, mas há aqui uma oportunidade, um momento decisivo na história para nós, para definir um novo precedente para o futuro”.

Por Bruna Vallejos

Galeria de fotos

The True Cost – How much does clothing really cost?

Last year, the collapse of a garment factory in Bangladesh was featured in the major media around the world. Shocking images of the tragedy showed survivors being rescued in a hurry, while bodies were removed and many photos of missing workers stamped murals. That episode led many consumers to question how the clothes we wear are actually being produced. Just look at some label: after all, who never faced a “Made in Bangladesh” or any other underdevelopment country? The american filmmaker Andrew Morgan is one of these people. For him, the impact was so big that it gave the central idea for a documentary, called The True Cost.

Morgan has already shot a trailer with some experts and leading names in international fashion industry, and now the film is in pre-production phase. He and his team are using the collective funding platform Kickstarter to attract investment for the project, which will be shot in Bangladesh, India, Peru, China, Cambodia, Dominican Republic and Kenya, showing how and under what conditions fast fashion – a continuous and rapid production of clothing – is being made in these places.

As the title suggests, the film aims to reveal the “real cost” of the clothes, which often includes human suffering of those who work in poor working conditions, in addition to untold environmental damage – both of which obviously are not reflected in the final price of each piece of clothing, now disposable to the consumer, which is favored by low prices and encouragement to unbridled consumption.

On True Cost in Kickstarter, the director explains that he aims to raise the money needed to the full production of the film and explains: “While the price of clothes has declined over the past decades, the human rights and environmental costs have grown dramatically. The goal of this film is to make these costs vividly clear to the viewer. Ee will explore how we arrived at this moment. And, besides showing the damage being caused to many people, we hope that it will define new precedents and the possibility to choose a different future”.

The film will feature interviews with leaders and industry experts, and the vision of each on the complex dilemma that the fashion industry is facing today, as well as on the role of the consumer in all that is happening. Besides the professionals, the public will be able to see the more human side and the real problem, since the plan is to take their cameras to these different parts of the world capturing the lives of people affected by the problem every day. The director points out that an important part is to lead the effort to highlight real solutions: “the path we are following is not sustainable, but there is an opportunity here, a defining moment in history for us to set a new precedent for the future”.

comentário(s)
Vote!

Deixe seu comentário

Já curtiu?